Câmara de Vereadores Suspende atividades e Devolve Recursos para enfrentamento do Covid-19

por Assessoria de Imprensa última modificação 18/03/2020 10h56

Em razão do decreto estadual que coloca Santa Catarina em situação de emergência em virtude da Pandemia de Coronavirus (Covid-19), onde foram suspensos serviços de Transporte público municipal, intermunicipal e interestadual, de Agências bancárias, Academias, Shoppings, Comércio de rua (com exceção dos serviços essenciais), Hotéis, Bares, restaurantes, Oficinas mecânicas, Correios, e Órgãos Públicos não essenciais, a Câmara de Vereadores de Canoinhas emitiu uma Portaria suspendendo as atividades do Poder Legislativo Municipal.

A decisão tomada pelo governo de Santa Catarina busca conter a propagação do vírus, uma vez que o estado registrou transmissão comunitária — quando não é mais possível identificar a origem da contaminação. O governo também afirmou que esse tipo de transmissão foi identificado no Sul de Santa Catarina.

Conforme a portaria da Câmara de Vereadores de Canoinhas, ficam suspensas as atividades legislativas e administrativas da Casa, pelo período de 7 dias, enquanto durar a vigência do Decreto Estadual 515, de 17 de março de 2020. As sessões ordinárias também ficam suspensas até o dia 25 de março, ficando os servidores a realizarem suas atividades em regime Home Office, por meio digital. A Câmara também manterá um canal aberto nas redes sociais e pelo telefone 3622 3396 (via WhatsApp) para esclarecimento junto a comunidade.

Devolução de Recursos

Como forma de auxiliar nas despesas decorrentes da Pandemia de Coronavirus (Covid-19) em Canoinhas, o presidente da casa, Paulinho Basilio (MDB), decidiu fazer a devolução para a prefeitura do município de recursos da Câmara Municipal. Ao total serão repassados ainda hoje o valor de R$120 mil para o enfrentamento do Covid-19 no município. “Nesse momento nosso objetivo deve ser o enfretamento desta crise. Agora é hora de trabalharmos para minimizar ao máximo os problemas que poderemos vir a ter. Nesse momento devemos pensar na saúde e no bem estar de todos”, comentou o presidente Paulinho Basilio.

Carta de Recomendação

O presidente da Câmara de Vereadores, Paulinho Basilio, também encaminhou ao Procon Municipal ofício sugerindo a elaboração de uma “Carta de Recomendação” para ser enviada aos estabelecimentos comerciais alertando que os mesmos se abstenham de elevar os preços sem justo motivo, de produtos como álcool, álcool em gel, luvas, máscaras, etc.