Coronel Mario solicita informações sobre data prevista para inauguração do Grupo Escolar Municipal Frei Fabiano Gadzinski

por Assessoria de Imprensa publicado 15/05/2018 14h02, última modificação 15/05/2018 14h02
Vereador também apresentou requerimento solicitando aplicação de sistema anti pó nas ruas da cidade
Coronel Mario solicita informações sobre data prevista para inauguração do Grupo Escolar Municipal Frei Fabiano Gadzinski

Coronel Mario solicita informações sobre inauguração do GEM Frei Fabiano Gadzinski e solicita estudos para implantação do sistema anti pó nas ruas

Com a preocupação se existe data programada para inauguração do novo Grupo Escolar Municipal (GEM) Frei Fabiano Gadzinski, no Bairro Cristo Rei, o presidente da Câmara, vereador Coronel Mario Renato Erzinger (PR) apresentou requerimento na sessão dessa segunda, 14, solicitando informações ao prefeito Beto Passos e secretário de Educação Osmar Oleskovicz sobre previsão de inauguração dessa obra, para que os alunos possam estudar na nova construção.

Erzinger justifica que a comunidade atendida pela escola, solicita informações sobre a inauguração programada, pois os alunos estão atualmente tendo aulas no antigo prédio da Escola Básica Municipal Aroldo Carneiro de Carvalho, que está em situação precária, não atendendo as reais necessidades dos alunos e equipe pedagógica. “Como ainda não temos oficialmente a data programada para tão importante inauguração, solicito em ofício as informações para repassarmos à comunidade do bairro atendido pela Escola Frei Fabiano Gadzinski”, explicou.

Aplicação de anti pó em ruas do município

Coronel Mario Renato Erzinger (PR) apresentou outro requerimento, que foi assinado também pelo vereador Edmilson Verka (PR), solicitando ao prefeito Beto Passos e secretário de Obras, Gilmar Martins, com a solicitação de estudos técnicos necessários de viabilidade para aplicação do sistema anti pó em determinadas ruas do município, por apresentar baixo custo comparado a aplicação de asfalto, pois impede a formação do pó e de lama nas ruas. Esse método já ocorre em outros municípios, a exemplo de Rio Negrinho – SC.

Erzinger destacou que a exemplo do município de Rio Negrinho, onde já vem sendo aplicado o sistema anti pó, seria interessante fazer uma visita in loco junto ao secretário de Obras do município para conhecer mais sobre a viabilidade dessa aplicação, além de um estudo técnico para saber sobre as benfeitorias nas ruas da cidade.

“A viabilidade para aplicação do sistema anti pó é uma necessidade para o nosso município, e de forma urgente, já que para asfaltar diversas ruas que precisam sairia um valor muito alto nesse momento”, falou Edmilson Verka (PR), que também assinou o requerimento.

Célio Galeski (PR) lembrou que o sistema de anti pó já foi realizado há alguns anos atrás no bairro Cohab 2, mas sem sucesso. “O resultado não foi satisfatório na época, e por isso é necessário um estudo técnico, como o senhor solicita. Onde tem tráfego de veículos pesados, esse sistema não funcionou bem”, destacando que a viabilidade econômica é muito atraente, pois tem um custo de 20% apenas do valor da aplicação de um quilômetro de asfalto, que custa em média R$ 1 milhão.

“A exemplo no bairro Salto D´Água Verde, durante administração do Leoberto Weinert, foi aplicado um produto onde se dizia que ia resolver os problemas das estradas de chão, mas que não surgiu efeito nenhum também, e com um custo relativamente alto”, finalizou Galeski, frisando o estudo técnico para aplicação e investimento nesse sistema.

Informações para imprensa:

Sérgio Teixeira da Silva – Assessoria de Comunicação Câmara de Vereadores

Fone: (47) 3622-3396

e-mail: imprensa@canoinhas.sc.leg.br

Nosso site: http://www.canoinhas.sc.leg.br/

Facebook: https://www.facebook.com/camaracanoinhas/

error while rendering plone.comments