Livros da Série “Indicação Geográfica Erva-Mate Do Planalto Norte Catarinense” serão lançados em Julho na Câmara de Vereadores de Canoinhas

por Assessoria de Imprensa última modificação 24/06/2019 15h49

Livros da Série “Indicação Geográfica Erva-Mate Do Planalto Norte Catarinense” serão lançados em Julho na Câmara de Vereadores de Canoinhas

A região do Planalto Norte Catarinense guarda uma estreita ligação com a atividade ervateira, a própria história da região confunde-se com a história desta atividade, assim a erva-mate é um elemento central na formação deste espaço. Apesar da descoberta da erva-mate pelos colonizadores europeus no início do século XVI, que já era utilizada pelos indígenas, foi o ciclo do gado em 1745, com o caminho das tropas - processo de ligação entre o Rio Grande do Sul e São Paulo que se estabeleceu no Planalto Norte Catarinense uma colonização que até então não havia começado por estes caminhos. Também contribuíram para a formação da paisagem do Planalto Norte Catarinense, a construção da estrada Dona Francisca, no ano de 1865, que por ela desce a primeira carga de erva-mate até o Porto de São Francisco do Sul (FALAR DA RELAÇÃO DA ERVA NA CONSTRUÇÃO DO PORTO). Já no ano de 1879 tem início a navegação no rio Iguaçu com efeito primário exploração madeireira e ervateira e tem-se a criação de vários portos no planalto norte catarinense. A crescente importância econômica do extrativismo da erva-mate, aliada a outros fatores de ordem política, econômica e religiosa, fez com que a região do planalto norte catarinense fosse motivo de disputas entre Paraná e Santa Catarina. Tal disputa de limites foi um dos motivos que levou à Guerra do Contestado, ocorrida entre os anos de 1912 e 1916. O atual planalto norte catarinense é assim entendido somente a partir de 1916 com o fim da Guerra do Contestado, quando a questão dos limites entre os Estados de SC e PR foi resolvida. Devido à existência desta riqueza natural na região, em 1923 a cidade de Canoinhas passou a ser denominada Ouro Verde. 

Lançamento dos três livros:
Câmara de Vereadores, Epagri, Sindimate e Aspromate convidam a todos para a solenidade do lançamento dos três livros da série "Indicação Geográfica Erva-Mate Do Planalto Norte Catarinense", que será realizada no plenário da Câmara de Vereadores no dia 02 de Julho de 2019, a partir das 19:00 horas.

  

Resumo de cada livro: 

=> A atividade da erva-mate tem grande importância social, cultural, econômica e ambiental para o Planalto Norte Catarinense. A ligação que a região mantém com a atividade ervateira e o diferencial de produção de erva-mate, ligada aos processos de produção a partir de ervais nativos, demonstram grande potencial para ações de revalorização do produto regional, com a implantação da Indicação Geográfica (IG). A publicação – IG da Erva-mate do Planalto Norte Catarinense, apresentada em três volumes – História, Território e Produto, foi gerada do trabalho em conjunto com o projeto financiado pelo Ministério da Agricultura (MAPA), trazendo informações que serviram de base para o reconhecimento da Denominação de Origem.

=> O livro “História”, destaca o papel da erva-mate na história da região do Planalto Norte Catarinense, com ênfase nos principais fatos que ocorreram, destacando a colonização, o povoamento e a evolução da divisão político administrativa dos municípios da região. Também apresenta uma contextualização dos trabalhos desenvolvidos para se chegar a esse patamar, além de compor com os demais, o dossiê para o INPI, solicitando a distinção do produto e da região.

=> O livro “Território” apresenta detalhadamente aspectos descritivos de elementos comprobatórios da notoriedade da produção de erva-mate, especialmente vinculados às características ambientais, como a floresta ombrófila mista, ou floresta de araucárias, comumente denominada, vinculada com aspectos climáticos, geológicos, geomorfológicos, de solo, da hidrografia e como esses fatores interferem na produção da erva-mate.

=> Por fim o livro “Produto”, apresenta a erva-mate e a forma de produção – o “saber-fazer”, o produto da interação produto/homem/território. Neste volume também são apresentados, a forma de organização que será a gestora desse importante ativo regional, que está no Regulamento de Uso e no novo Estatuto da Associação (Aspromate), que será a guardiã e gestora, através um grupo que é o Conselho Regulador, instancia decisória para os encaminhamentos da IG.

 

Informações para imprensa:

Joselito Beluk – Assessoria de Comunicação Câmara de Vereadores

Fone: (47) 3622-3396 / Whatsapp (47) 9-9986-6199

E-mail: imprensa@canoinhas.sc.leg.br

Nosso site: http://www.canoinhas.sc.leg.br

Facebook: https://www.facebook.com/camaracanoinhas/

Instagram: @camaracanoinhas

 

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.