Vereador Paulinho Basilio sugere adesão à Campanha Sinal Vermelho Contra Violência

por Assessoria de Imprensa última modificação 24/06/2020 16h53

Na sessão de terça-feira, 23, o presidente da Câmara, vereador Paulinho Basilio, apresentou um requerimento para adesão à Campanha Sinal Vermelho Contra Violência, idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). A campanha consiste em possibilitar que mulheres em situação de violência doméstica encontrem ajuda em farmácias e drogarias.

O requerimento é direcionado ao prefeito Beto Passos; a secretária de Saúde, Kátia Oliskowski Munhoz; a secretária de Assistência Social, Cíntia Muller Aguiar; e ainda às Farmácias e Drogarias do comércio local, solicitando a adesão desses órgãos à Campanha Sinal Vermelho contra Violência. Os estabelecimentos que aderirem à campanha são orientados a colocar um pôster (de mão com um X vermelho) na entrada das lojas, para identificar a participação na campanha. “Existem dados preocupantes sobre o aumento da violência contra as mulheres durante essa pandemia. Então o CNJ e a AMB na tentativa de fazer com que essas vítimas possam se expressar, mesmo que com um sinal na palma da mão, encontraram na campanha uma maneira de facilitar que a vítima possa denunciar essa violência”, comentou o vereador Paulinho Basilio.

Conforme a campanha, em farmácias e drogarias previamente cadastradas, a vítima fará o desenho de um X, com batom vermelho ou com qualquer outro material, na palma da mão ou num pedaço de papel e mostrará ao atendente, a partir desse momento o estabelecimento acionará a Polícia Militar.