Vereadores discutem mudanças no trânsito de Canoinhas

por Assessoria de Imprensa última modificação 14/02/2019 10h45
Durante sessão, vereadores também apresentaram possíveis soluções para melhor fluxo no centro do município Foto: Ascom - Prefeitura de Canoinhas
Vereadores discutem mudanças no trânsito de Canoinhas

Durante sessão, vereadores também apresentaram possíveis soluções para melhor fluxo no centro do município. Foto: Ascom Prefeitura de Canoinhas

As mudanças no trânsito do centro de Canoinhas foram motivo de requerimento e análise de soluções por parte dos vereadores de Canoinhas.

Em requerimento apresentado na sessão desta semana, o vereador Wilmar Sudoski (PSD) encaminhou ofício ao prefeito do município e secretaria de Planejamento, solicitando agilidade na mudança para via de mão dupla na rua Getúlio Vargas, e também abertura do calçadão da rua Felipe Schmidt.

Em sua fala Sudoski afirmou que as mudanças no trânsito efetivadas no início de fevereiro foram decididas com embasamento técnico em audiência pública, mas que geraram certa turbulência devido fato dos motoristas não estarem habituados, mas que com o passar do dia o fluxo começou a fluir dentro da normalidade. “Haverá momentos em que durante a adaptação tenhamos que esperar dois minutos, e isso não é motivo para nenhum motorista perder sua calma e tranquilidade no volante”. Finalizou sua fala solicitando ao poder executivo através do Departamento de Trânsito, que resolvam tal situação o mais breve possível.

Vereador Paulinho Basílio (MDB) parabenizou em parte o projeto de Wilmar Sudoski, pois acredita que a cidade precisa de mais mobilidade, mas desaprovou a abertura do calçadão na rua Felipe Schmidt. “Grandes centros e países mais desenvolvidos passaram por grandes mudanças até notarem que as cidades não devem ser projetadas para carros e sim para os pedestres e ciclistas”. Basílio defendeu que a tendência de lugares bem desenvolvidos é a cidade planejada para pedestres e ciclistas, o que faria com que gradativamente os carros fossem trocados por novas alternativas de transporte, como bicicletas e transporte público. “Canoinhas poderia dar o exemplo de evolução desde já. Não precisamos passar por tudo que outras nações já passaram para só então mudarmos de atitude. É inegável a necessidade de fluidez no trânsito, mas em relação a abertura do calçadão, não sou favorável”, concluiu. 

Wilmar, em resposta, afirma que o desnível da rua Felipe Schmidt faz dela uma via não tão adequada para práticas culturais e uso de pedestres, e que quando o calçadão foi criado o comércio da área sofreu um impacto econômico considerável. Apesar de concordar com a prioridade que pedestres e ciclistas devem ter no trânsito, relembrando a indicação que fez para secretaria de Planejamento, para melhorar as ciclovias da cidade, a ideia já foi alinhada em audiência pública.

Presidente da casa, Célio Galeski (PR) parabenizou a fala de Basílio, porém ressaltou que a realidade da cidade é outra. “Temos ruas largas que facilitam a mobilidade do trânsito, o que não vêm acontecendo na prática. Acredito que tenha que ser feito algo para melhorar, e caso a mudança venha e a melhora não seja alcançada, não há problema algum em voltar atrás”, destacou.

Norma Pereira também defendeu que as cidades devem ser projetadas para pedestres e ciclistas. “O poder público tem a obrigação de encontrar alternativas para que haja fluidez no trânsito. A prioridade são os pedestres e os ciclistas, mas não temos ciclovias.”, justificou. A vereadora também parabenizou a fala de Galeski e Sudoski, explicando que se as mudanças não derem certo, não há problemas em voltar atrás e fazer outro planejamento. “Só erra quem faz”, finalizou Norma Pereira.

Camila Lima (MDB) também falou que esteve na Avenida dos Expedicionários nos horários de grande fluxo, e ficou muito contente com a organização e atuação dos agentes de trânsito que por lá conduziam o fluxo. “Sou favorável a cultura de transitar de bicicleta, ou a pé. Pode ser uma cultura mais europeia, mas devemos nos espelhar sempre nos melhores. Prefiro não assinar o requerimento junto com os senhores, por acreditar que existem projetos de melhorias para ciclistas e pedestres”, finalizou.

Mais melhorias na infraestrutura

Na mesma sessão, realizada na terça-feira, 12, o vereador Coronel Mario Erzinger (PR) apresentou dois requerimentos direcionados à secretaria de Planejamento. O primeiro solicita procedimento de estudos necessários para confecção e implementação do Plano de Mobilidade Urbana de Canoinhas, conforme prevê lei complementar 061/2017, e que institui o novo Plano Diretor do município.

O segundo requerimento solicita que seja procedido a confecção de um projeto para reforma das muretas de proteção e que contemple a nova iluminação da ponte do Rio Canoinhas, localizada na rua Coronel Albuquerque, na divisa dos municípios de Canoinhas e Três Barrras.

Informações para imprensa:

Sérgio Teixeira da Silva – Assessoria de Comunicação Câmara de Vereadores

Fone: (47) 3622-3396

E-mail: imprensa@canoinhas.sc.leg.br

Nosso site: http://www.canoinhas.sc.leg.br/

Facebook: https://www.facebook.com/camaracanoinhas/

Instagram: @camaracanoinhas